BLOG EDMIL

Pesquisar
Pesquisar

O guia para montar sua casa: como mobiliar, se planejar financeiramente e mais

Quando a gente olha pra trás, percebe o quanto a vida é feita de fases, não é mesmo? E cada uma delas vem acompanhada de sonhos, responsabilidades e expectativas. É o caso, por exemplo, de quando precisamos sair da residência dos pais, constituir família, mudar de cidade… Enfim, montar casa e iniciar uma nova etapa!

Sentiu o friozinho na barriga? Pois é, nós também. Afinal de contas, todo mundo já passou ou vai passar por isso algum dia, seja pra começar do zero, seja pra recomeçar — trocando de residência ou atualizando os itens domésticos. Acontece que, independentemente do motivo, não dá pra embarcar nesse desafio sem um bom planejamento.

Se você está nessa e precisa de uma ajuda na organização, temos uma ótima notícia: este guia completo traz todas as dicas necessárias pra montar casa e ser feliz no seu cantinho novo. Do financeiro aos detalhes decorativos, continue com a gente e saiba o que fazer. Vamos começar? Boa leitura!

Qual é o melhor momento pra montar uma casa?

Quem é que não ama curtir uma casa arrumada, com tudo no lugar pra chamar de sua? Esse é um sonho de milhares de brasileiros, mas que nem sempre acontece na hora certa, de um jeito planejado. Na maioria das vezes, surgem necessidades e imprevistos, mas, nem por isso, a gente deve meter os pés pelas mãos, né?

A verdade nua e crua é que não existe um momento certo pra montar casa. Aliás, ele costuma ser um ideal da nossa cabeça, que pode nunca chegar. Cada caso é um caso e vai depender de muita coisa que está acontecendo na vida da pessoa. Pode ser que você arrume um emprego em outra cidade; passe na faculdade e saia da casa dos pais; tenha um bebê a caminho e precise de um lar maior… E por aí vai!

A vida de cada um é recheada de particularidades e motivos pra decidir — ou não — ter a sua casa, seja ela própria ou alugada. O que não dá é pra se enrolar em dívidas e sofrer com outros contratempos na hora que isso de fato acontecer, combinado?

Então, se você está pensando em montar casa e ter seu próprio lar, doce lar, fique de olho nas próximas dicas.

Como se planejar financeiramente pra isso?

O primeiro obstáculo da casa montada do jeitinho que a gente quer é o orçamento, sem sombra de dúvidas. E você há de concordar que, sem planejamento financeiro, as chances de dar tudo errado são enormes. Isso porque mobília não é uma coisa tão barata. A gente sabe! Sem falar dos pormenores que engordam os gastos de cada cômodo.

O segredo é se planejar antes de começar a executar, isto é, colocar tudo no papel pra ver se vai dar mesmo pra começar a comprar os móveis, eletrodomésticos, decorar a casa do jeito que você imagina etc. Parece muita coisa, e é mesmo. Por isso, vamos por partes! Você vai ver que não é tão difícil assim!

Estude a sua situação financeira atual

Você precisa (e quer muito) montar casa agora, mas será que tem dinheiro suficiente ao menos pra começar? Ou essa vai ser uma aventura que já começa com financiamentos, empréstimos e dívidas?

Isso porque devemos olhar primeiro o todo, e não somente uma prestação aqui, outra ali. Afinal de contas, por mais que o crediário seja uma beleza, se a gente não se preparar pra arcar com o compromisso firmado, as coisas podem se complicar lá na frente.

Não tem jeito, o melhor a se fazer é confrontar suas finanças e encarar a realidade. Se já existe algum fundo, ótimo! Se não, é preciso economizar e poupar antes de fazer alguma loucura.

E é claro que você não precisa fazer tudo de uma vez — dá pra ir aos pouquinhos, sobretudo se já tem uma casa. Mas, se o lar ainda é só uma projeção vaga na sua cabeça, a base disso tudo tem que fazer parte da equação pra conta fechar.

Faça as escolhas certas

E que base seria essa? Bem, o alicerce mesmo, a casa em si! Se você quer comprar uma residência própria, precisa de um plano de longo prazo pra adquirir esse patrimônio. Se vai morar de aluguel, deve colocar na ponta do lápis o gasto mensal e analisar se ele cabe na sua renda atual.

Agora, se já tem um cantinho e quer partir pra montagem da casa em si, só precisa escolher com estratégia os móveis e eletrodomésticos certos. Veja bem, um imóvel próprio permite mais investimento em mobília planejada, mas itens comprados prontos, separadamente, são mais versáteis num momento de mudança ou até de renovação dos ambientes.

A ideia, aqui, é ser realista não só com o orçamento, mas com o que você tem de concreto. Não faz sentido morar em um apartamento enxuto, por exemplo, e querer comprar um jogo de sofá de cinco lugares que mal cabe numa sala pequena. Ou morar de aluguel e ter de desembolsar um guarda-roupa novo toda vez que se mudar, porque o seu foi planejado especialmente pra caber em determinado cômodo.

Não seria melhor fazer uma compra inteligente, pensando no presente e o futuro? Assim, dá pra escolher todos os seus pertences e até a decoração, sem a necessidade de reparos lá na frente — que, cá entre nós, acabam com as economias de qualquer pessoa!

Priorize o que é mais importante no momento

Poucas pessoas têm a chance de montar uma casa completa logo de cara. Por isso, se a grana estiver curta, o mais inteligente a se fazer é priorizar o essencial. Sem falar que o pé no chão nunca impediu ninguém de sonhar (muito pelo contrário). É melhor começar aos poucos do que investir todas as suas fichas de uma só vez.

E o que isso quer dizer? Traduzindo: que você precisa de uma cama e de uma geladeira, por exemplo, antes de comprar um home theater ou aquela adega pra colocar na sala. Não é que você não pode ter tudo isso e um pouco mais, porém, é melhor começar pelo básico, não acha? Um passo de cada vez é mais seguro que um salto maior que as suas próprias pernas.

E isso vale não só para os itens domésticos. Priorizar o que é mais importante tem muito a ver com a sua determinação em fazer um objetivo ser alcançado. Se você quer montar casa agora, por exemplo, seria o melhor momento pra também trocar de celular, se o seu ainda está funcionando perfeitamente? O consumismo, aqui, não pode falar mais alto! ⚠

Faça um diagnóstico financeiro mais detalhado

Agora que já tem uma ideia do que é prioridade, que tal olhar com uma lupa pra sua situação financeira? Aqui, entra quanto você ganha, seus gastos fixos, os variáveis, rendas extras (quando houver) etc. Espante a preguiça e coloque tudo em uma planilha, que pode ser virtual ou num caderninho mesmo.

Essa visualização é ótima pra você saber direitinho onde pode entrar a montagem da casa e o que precisa ser repensado — ou até cortado — pra fazer os planos saírem do papel. Assuma esse compromisso consigo mesmo, de anotar cada compra, cafezinho na rua, lanche pedido no delivery e por aí vai. Quando fazemos isso, o impacto é bem maior!

Ao criar esse hábito diário, a gente quebra um tabu com o nosso próprio dinheiro e passa a entender melhor como é a nossa relação com o consumo. Afinal, por que falamos disso só quando a grana se torna um problema? Se ela vira assunto enquanto é solução, nada vai ter o poder de comprometer os seus objetivos maiores, como o de montar casa.

Aprenda a poupar e a investir

Parece que agora virou moda falar de investimento, né? Mas a verdade é que, se a educação financeira fosse uma prioridade na vida dos brasileiros, esse assunto seria mais que natural por aí. Quando a gente faz o diagnóstico das finanças pessoais e vê onde dá pra economizar, sobra um dinheirinho bacana pra poupar e até investir.

E esse investimento não precisa ser de alto risco, como em ações da bolsa, viu? Uma conta simples em uma carteira digital, que rende 100% ou mais do Certificado de Depósito Interbancário (CDI), já rende um valor interessante, com liquidez diária — ou seja, você pode resgatar o seu dinheiro quando precisar e o bolo cresce um pouquinho mais do que a poupança.

A ideia de poupar e investir é ter não só um valor legal pra montar casa, fazer uma viagem ou trocar de carro, mas uma reserva que cubra emergências. Afinal, no caso de um desemprego, por exemplo, como é que você vai manter as contas, carnês de pagamento e boletos em dia nos meses seguintes?

Quais são as melhores práticas pra mobiliar a casa?

Com um planejamento financeiro em dia e os gastos controlados, fica bem mais fácil tirar os projetos da cabeça e do papel. Quando o assunto é montar casa, por exemplo, isso ajuda não só no aluguel ou nas parcelas de um possível financiamento de um imóvel próprio, mas também quando for mobiliar os cômodos do jeito que sempre sonhou.

Se você chegou até aqui e sente que está com tudo pronto pra dar o próximo passo, então, já pode conferir as dicas que preparamos especialmente pra montar o seu lar, cômodo por cômodo. Dá só uma olhada!

Crie um projeto pra casa toda

Antes de sair por aí vendo móveis avulsos, o que acha de respirar fundo e montar um projeto que divida os custos por ambiente? Isso ajuda a visualizar não só como vai ficar a casa no final, mas a adquirir o que é prioridade antes de pular pra alguma etapa que não é tão essencial assim.

Você pode começar pela cozinha, por exemplo, e planejar as compras de tudo o que pretende adquirir. Depois, enumere os itens do quarto, da sala, do banheiro e até do home office — se precisa de um pra trabalhar ou estudar em casa.

Prepare uma lista com todos os itens

Seguiu a dica anterior? Não se assuste com o tamanho da sua checklist! É assim mesmo. Aliás, esse é um ótimo exercício pra eliminar supérfluos e repensar algumas vontades. Será que você realmente precisa de tudo o que estava pensando no início? Pra ajudar, a gente pode dar um exemplo de como ficaria. Vamos lá!

Cozinha

montar casa

Um dos lugares mais importantes de uma casa — e os mineiros que lerem este texto sabem muito bem do que estamos falando —, a cozinha pede itens essenciais para o dia a dia:

Depois de adquirir o essencial, dá pra incrementar a cozinha com cafeteira, Airfryer, batedeira, mixer, grill, espremedor de frutas, torradeira, sanduicheira, um forno elétrico, coifa e muito mais. Daí você pode até pensar em jogos americanos, toalhas, objetos decorativos e, quem sabe, até uma hortinha suspensa pra temperar suas receitas.

Quarto

Pra ter um refúgio após uma rotina agitada, nada como uma boa noite de sono. Por isso, seu quarto não precisa de tanta coisa assim. Você pode investir, de início, em:

Depois do indispensável, você pode completar seu quarto com cômoda, mesa de cabeceira, baú, penteadeira, prateleiras, espelhos, abajur etc. Também é possível investir em uma decoração simples e temática que tenha tudo a ver com seus gostos pessoais. O importante mesmo é que o básico venha primeiro, até pra se ter uma ideia do espaço disponível, de modo que não fique um ambiente muito cheio e apertado.

Sala

Pra receber amigos e familiares ou só pra curtir um bom filme a dois, por exemplo, a gente costuma usar a sala, né? Então, sem complicações, vá em busca de:

Pronto! O restante pode vir depois, combinando com a mobília essencial. Dá pra complementar com poltronas e pufes, tapetes e cortinas, várias almofadas, mesinhas de centro e até prateleiras ou estantes que comportam objetos pessoais e decorativos.

Banheiro

Geralmente, o banheiro de casas compradas prontas ou alugadas já vem com a pia e o restante das louças e puxadores necessários. Por isso, é comum que essas sejam preocupações só de quem vai construir um imóvel do zero. No mais, só vai ficar faltando:

  • armário;
  • espelho;
  • chuveiro;
  • box.

O máximo que você vai precisar depois é de tapetes e organizadores de produtos de higiene pessoal. O toque especial fica por conta desses detalhes, como as toalhas e o capricho em deixar tudo sempre limpinho e perfumado.

Home office

Muita gente já tinha aderido ao home office, mas, depois da pandemia de Covid-19, esse espaço na casa se tornou quase tão indispensável quanto a cozinha ou o banheiro. Seja um cômodo à parte, seja conjugado com outro ambiente, só precisamos de:

  • mesa ou escrivaninha;
  • cadeira ergonômica;
  • prateleira ou gaveteiro para organizar livros, documentos etc.

O importante mesmo é que o espaço seja bem iluminado, arejado e, na medida do possível, tranquilo e silencioso, pra que nada atrapalhe seus momentos de estudos ou trabalho.

Área de serviço

Hoje não dá pra viver sem uma máquina na hora de lavar roupa, certo? Então, reserve um espaço no seu orçamento pra comprar:

Cada residência tem uma dinâmica única, que depende da família, além de apresentar uma planta com dimensões diferentes. Portanto, sua lista tende a variar de acordo com o tamanho da casa, o tipo de imóvel (apartamento, loft, residência com quintal etc.), o número de moradores e por aí vai.

O ideal é que, depois do “grosso”, você comece a listar aqueles detalhes que ninguém imagina na hora de montar casa:

  • lâmpadas;
  • extensões e adaptadores de tomadas;
  • botijão de gás;
  • utensílios de cozinha que a gente só lembra de ter quando precisa, como ralador, medidor, abridor de latas etc.;
  • roupa de cama, mesa e banho;
  • cesto de roupa suja;
  • pano de prato;
  • vassoura;
  • pregador de roupa;
  • balde;
  • pano de chão.

A gente podia falar sobre a checklist até ela se perder de vista, né? Esses pormenores podem ficar por último, é claro, já que a prioridade são os móveis e eletrodomésticos básicos. Mas não se esqueça de dar uma atenção aos detalhes, porque eles podem nos deixar na mão durante o dia a dia.

Escolha um estilo de decoração

Tudo bem que precisamos mirar no essencial, mas a nossa casa é um pedacinho da gente! Por isso, ela deve ter a nossa cara — e essas pinceladas de personalidade só são possíveis no momento da decoração.

Os móveis até podem ser do nosso gosto, mas são os toques pessoais que dão vida ao lar:

  • almofadas nos sofás e poltronas;
  • cortinas, luminárias e lustres;
  • quadros ou pôsteres nas paredes;
  • vasos de plantas;
  • porta-retratos;
  • enfeites em geral.

Pra criar uma linguagem própria e harmônica, vale a pena adotar um estilo de decoração central, por mais que você aproveite ideias daqui e dali. Do clássico ou contemporâneo ao minimalista ou industrial, você pode usar sua criatividade pra deixar a casa única e com a identidade da família.

E não pense que é preciso gastar muito pra ter uma decoração bacana, viu? Buscar inspirações na internet é ótimo, mas muitas coisas podem ser criadas do zero por você. Aqui, vale apostar em artesanato, itens restaurados ou vintage e até objetos reciclados, que dão um ar bem sustentável ao ambiente.

Considere as dimensões da sua casa

Lembra quando falamos disso agora há pouco? Então, o segredo pra montar casa do jeito certo é respeitar o tamanho dela. Antes de começar a mobiliar ou decorar, reserve um tempo pra tirar as medidas dos ambientes e anote tudo: comprimento, largura e altura do piso, paredes, janelas e portas. Isso ajuda demais na hora de escolher suas coisas, ainda mais se for comprar pela internet.

Invista em móveis multifuncionais

Essa é uma dica ótima pra quem tem uma casa menor ou um apê mais enxuto, porém, pode ser adotada por qualquer pessoa. Hoje a tendência é investir em móveis que otimizem os ambientes e facilitem a nossa vida. Sem contar que trazem uma boa dose de economia, né? Porque um móvel multifuncional vale por dois!

As camas com box-baú são um ótimo exemplo disso, porque servem pra guardar roupa de cama, sapatos e o que você quiser, ajudando na organização da casa. Os sofás-camas também são funcionais quando recebemos visitas ou queremos ter um domingo mais confortável assistindo à TV.

Pesquise bastante antes de começar a comprar

Por falar em comprar pela internet, é muito importante reforçar a necessidade de pesquisar antes de finalizar qualquer pedido. Essa busca online ainda facilita bastante na hora de orçar tudo o que a casa precisa, porque poupa tempo. Mas é bom verificar algumas informações pra saber se os sites são realmente confiáveis.

A melhor saída é optar por aqueles de marcas consagradas no mercado, principalmente aquelas que já fazem um trabalho de excelência nas suas lojas físicas. Por sinal, ao pesquisar pela internet, veja se há uma filial na sua cidade, porque isso facilita demais a entrega e a montagem.

Quando sabemos exatamente qual é o nosso objetivo, não há nada que nos impeça de realizá-lo. Portanto, se o seu sonho é montar casa, vá em frente! As melhores práticas você já sabe, porque acabou de ler todas as nossas dicas. Então, é só consultar este post sempre que precisar e começar hoje mesmo a viver uma nova etapa na sua vida.

Se gostou do que viu até aqui, não vá embora sem antes seguir as Lojas Edmil nas redes sociais. Por lá a gente compartilha com você todas as novidades: estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube!

O guia para montar sua casa: como mobiliar, se planejar financeiramente e mais

Categorias

Leia também

Ofertas pra você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ofertas pra você