BLOG EDMIL

Pesquisar
Pesquisar

8 dicas de como cuidar de suculentas e cactos

Saber como cuidar de suculentas e cactos não é uma tarefa tão simples quanto parece. Afinal, muitas pessoas acham que essas são plantas que não precisam de cuidados e acabam deixando-as de lado dentro de casa.

Na realidade, apesar de serem mais fáceis de criar, existem diversos cuidados que precisam ser tomados para mantê-las saudáveis. A única diferença de outras espécies é que, por serem de origem em solo árido, não necessitam tanto de água e gostam bastante de sol.

Por isso, são mais práticas para lidar no dia a dia, o que as colocam na lista de melhores plantas para ter em casa, apartamento ou escritório. Só que, para isso, é importante ficar de olho em alguns cuidados essenciais para manter as suas suculentas e os seus cactos saudáveis e bonitos.

Neste post, confira 8 dicas que vão ajudar a cuidar cada vez melhor das suas plantinhas!

1. Lembre-se de que nem toda suculenta é cacto, mas que todo cacto é uma suculenta

Suculenta é o nome dado às espécies que crescem em lugares áridos e, por isso, guardam o máximo de água possível em suas folhas. Esse é o motivo que faz com que tenham caules mais gordinhos, como se fossem suculentos por dentro. É daí também que vem o nome da planta.

Sendo assim, todo cacto é uma suculenta. Essas são as espécies que têm espinhos nas folhas, como forma de proteção para que não percam a água que acumularam em suas estruturas.

Porém, nem toda suculenta é um cacto. Afinal, você encontra também plantas que não têm espinhos, mas que também têm as folhas e os caules cheios de água em seu interior. Essa é uma das características mais interessantes dessas espécies.

Você pode encontrar suculentas em diferentes folhas, cores, texturas e até mesmo formatos. Ou seja, tudo para ajudar a decorar o seu ambiente da melhor maneira.

2. Escolha um bom vaso

Por mais que sejam plantas pequenas, com luminosidade e nutrientes suficientes, elas vão se desenvolver. Por isso, já escolha um vaso pensando nisso. O importante é que tenham espaço de sobra para as raízes crescerem e se espalharem.

Lembre-se de que o vaso influencia diretamente no crescimento da sua planta. Sendo assim, se o seu objetivo é ter cactos e suculentas cada vez maiores, não deixe de trocar o recipiente de tempos em tempos, conforme as raízes crescem.

3. Corte para que cresça

Outro fator importante para o crescimento é o corte. Se você perceber, ao redor do caule dessas plantas, sempre nascem brotinhos. É por isso que você pode cortar as folhas que estão amareladas e adoecidas sem medo. Afinal, em poucos dias, vão nascer novas no lugar.

Esse é o segredo para que as plantas continuem crescendo e de forma rápida. Ao combinar esse cuidado com a escolha correta do tamanho do vaso, você vai perceber como essas espécies se desenvolvem rápido.

4. Preste atenção no solo

O ideal é que o solo absorva a umidade com facilidade. Se você percebe que a terra continua molhada por muito tempo depois da rega, é um sinal de que algo está atrapalhando a sua qualidade.

Esse é, inclusive, um perigo para a saúde das plantas. Afinal, solos muito úmidos podem aumentar o risco de desenvolvimento de fungos e outros microrganismos que pegam os nutrientes das suculentas e dos cactos.

Para melhorar a qualidade do solo, você pode investir em terras com maior porosidade e nos acessórios que deixam o seu vaso ainda mais bonito. Só tome cuidado com a escolha do material para decorar as suas plantas.

Quando se fala de cactos e suculentas, é comum que as pessoas coloquem aquelas pedrinhas brancas ou que esses materiais venham já ao comprar a planta. O problema é que eles soltam um pó que pode ser tóxico para as espécies quando são feitos de mármore picado. Por isso, escolha palha de arroz, pedrarias que não se desfazem ou casca de pinus para complementar o seu vaso e proteger o solo.

5. Use substratos

Os substratos também vão deixar o seu solo mais saudável. Para suculentas, o melhor é apostar na mistura de argila, folhas trituradas e areia grossa. Com isso, aumenta-se a porosidade da terra e evita-se o acúmulo de água entre os intervalos de rega.

6. Tome cuidado na hora de regar

Falando nisso, é muito importante não pesar a mão na hora de regar as suas plantas. Afinal, essas são espécies acostumadas com a ausência de água. Sendo assim, ao exagerar na regagem, você corre o risco de afogá-las.

Ao mesmo tempo, uma das coisas que muita gente faz errado é deixar as suculentas jogadas em casa, sem colocar nenhuma água. Apesar de menos exigentes, elas precisam ser regadas, assim como todas as plantas.

Para saber qual é a hora certa de regar, é só olhar para a terra do vaso. Sempre que estiver completamente seca, adicione água aos poucos, até que fique úmida. Faça isso ao longo da semana, sem exagerar nem deixar faltar umidade para o solo.

Outro cuidado importante é evitar regar a planta quando ela está debaixo do sol. Se a terra está quente, o choque térmico da água pode fazer mal para as raízes e comprometer todo o crescimento das suas suculentas.

7. Adicione nutrientes

Para deixar seus cactos e suculentas mais bonitos e saudáveis, você pode colocar nutrientes no solo. Cascas de frutas e de ovos podem ser triturados e adicionados à terra para adubar as plantas. Essa também é uma dica excelente para quem tem horta em casa. Assim, você vai ver as plantas crescerem cada vez mais rápido e com saúde.

8. Deixe as plantas tomarem o sol da manhã

Os cactos e suculentas gostam de sol. No entanto, isso não quer dizer que os raios solares não possam causar queimaduras nas folhas. É por isso que é importante deixá-las ao ar livre pela manhã, enquanto as temperaturas ainda não esquentaram demais.

Com isso, você deixa as plantas pegarem o melhor horário para tomar sol e fazerem a fotossíntese, sem nenhum risco de queimaduras. Na parte da tarde ou em momentos em que as temperaturas sobem, é possível também deixá-las ao ar livre, mas não em contato direto com os raios solares. A área de serviço é um excelente cômodo para deixá-las, pois dá para aproveitar a corrente de ar e o sol que seca as roupas.

No geral, é só deixar as plantas em um ambiente com boa iluminação para que cresçam do jeitinho que você gostaria. Para quem tem apartamento e não consegue mudá-las de lugar, escolha um espaço que receba bastante luz para posicionar os vasos.

Saber como cuidar de suculentas e cactos é nada mais do que encontrar o equilíbrio. Nem pouca água, nem muita, para não afogá-las. Nem pouco sol, nem muito, para não queimá-las. Assim, suas plantas ficam lindas e viram ótimas decorações para apartamento, escritório, quarto ou quintal.

Gostou das dicas? Compartilhe nas redes sociais para que os seus amigos também saibam quais são os melhores cuidados para se ter com as suculentas!

8 dicas de como cuidar de suculentas e cactos

Categorias

Leia também

Ofertas pra você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ofertas pra você