BLOG EDMIL

Pesquisar
Pesquisar

Filho com notas baixas na escola? Veja como ajudar!

Durante os anos escolares dos filhos, muitos pais se deparam com boletins que trazem notas baixas em uma ou mais matérias. Em alguns casos, isso é pontual e não volta a acontecer. Já em outros, fica mais frequente e começa a preocupar os adultos, com razão.

Diante dessa situação, fica o questionamento: como reagir e, acima de tudo, lidar com o baixo desempenho de crianças e adolescentes, ajudando da melhor forma?

Foi a partir dessa questão que preparamos este post com dicas sobre como os pais podem dar suporte aos filhos com notas baixas. Acompanhe e tome nota delas!

Converse com seu filho

O primeiro passo é chamar o seu filho para uma conversa. A ideia não é repreender, criticar ou muito menos aumentar as cobranças em cima dele. Ao contrário, é trabalhar a empatia e procurar entender o que está acontecendo com os estudos dele, como vai a rotina escolar e a adaptação ao período letivo.

A disposição ao diálogo é muito importante para que ele veja que você está presente e disponível para compreender os sentimentos dele e apoiar em caso de dificuldades de aprendizagem. Afinal, elas podem ser geradas por “N” razões, como:⬇️

  • problemas em casa;
  • didática do professor;
  • rotina puxada do colégio;
  • desentendimentos com os colegas etc.

Portanto, juntos, vocês podem avaliar o que está causando as notas baixas do seu filho e motivar a criança ou adolescente a não se sentir inferior ou mesmo incapaz por conta delas. As notas não são um atestado de fracasso, longe disso!

Em paralelo, vocês podem conversar e chegar a um acordo sobre medidas para reverter esse cenário e melhorar o desempenho escolar dele.

Entre em contato com os professores

Uma segunda dica é se fazer presente também na escola do seu filho. Ter contato com a coordenação, o setor de apoio psicopedagógico e, em especial, com os professores dele. Isso permitirá que você tenha outra perspectiva do processo de aprendizagem da criança e/ou do adolescente.

Por exemplo:

  • como é a postura do aluno em sala de aula;
  • como é o comportamento dele com colegas e demais profissionais que atuam na escola;
  • como ele é avaliado pelos docentes e muito mais.

Isso sem falar que essa parceria entre pais e professores é fundamental para identificar, coibir e prevenir práticas de bullying que afetam a saúde mental dos estudantes e, consequentemente, o desempenho acadêmico deles. ‍ ‍

Essa interação também é proveitosa para os casos em que a equipe escolar tem suspeitas de que as notas baixas são um indício de uma causa mais relevante: os transtornos de aprendizagem. Ou seja, questões psicológicas e do desenvolvimento que precisam de acompanhamento médico e psicológico.

Organize a rotina de estudos em casa

Quando você quer ajudar a resolver a questão de notas baixas é importante propor a organização da rotina de estudos em casa para o seu filho. Ou seja, garantir que ele tenha um cronograma dividindo horários livres e horários de estudo, conforme as necessidades e atividades diárias dele. Mas não acaba aí.

É importante propor que, dentro do período de estudo, ele tenha momentos de revisão do que vem aprendendo para facilitar a compreensão da matéria. Há diferentes processos que ele pode adotar para isso, desde resumos e mapas mentais até cartões de memorização.

Acompanhe a realização das tarefas

Com a rotina devidamente planejada, aproveite para acompanhar as tarefas de casa do seu filho no canto de estudo. Observe se ele vem realizando tudo no prazo certo e se apresenta dificuldades. Também é necessário ficar de olho no volume de exercícios que é passado por aula.

Quantidades exorbitantes de atividades e trabalhos podem sobrecarregar o estudante e estar direta ou indiretamente associadas com as notas baixas. Inclusive, esse acompanhamento é uma oportunidade para vocês estreitarem laços e ficarem mais próximos.

notas baixas

Proponha outros recursos de aprendizado

Nem toda criança ou adolescente aprende da mesma forma. Há aqueles que são leitores assíduos, os que são mais do audiovisual, os que adoram utilizar material escolar, outros que gostam de atrelar o contato com novas informações a questões abstratas, os que adoram atividades mais lúdicas e dinâmicas ao estudar etc.

Por isso, é importante pensar e propor outros recursos de aprendizado para ajudar o seu filho no momento dos estudos. Isso ajuda a tornar mais leve e estimulante o momento de contato com as matérias, superimportante para engajar e motivar o seu filho.

Considere contratar professores particulares

Uma última dica é avaliar a possibilidade de, considerando a realidade atual do orçamento da família, contratar um professor particular.

Essa seria uma estratégia a ser pensada, por exemplo, quando o seu filho tem dificuldade com uma matéria em específico, o que, muitas vezes, já começa no início do ano letivo e vai se arrastando ao longo dos meses seguintes.☹️

Nesse contexto, apenas revisões e cronogramas de estudo personalizados podem não ser o suficiente para ele conseguir acompanhar os demais colegas.

Então, um professor particular se torna de grande ajuda para orientar o aprendizado, tirar dúvidas e propor exercícios de assimilação do conteúdo. Isso sem falar que ele traz uma didática diferente dos professores da escola, o que também beneficia o processo de ensino.✌️

Como mostrado, o percurso para mudar o cenário de notas baixas na escola envolve bastante diálogo entre pais e filhos para entender, a partir do ponto de vista dos mais novos, o que gera dificuldade de aprendizagem. A partir daí, é possível adotar diferentes estratégias para ajudá-los nos estudos como mostramos ao longo das dicas.

Durante esse processo, lembre-se de que empatia e parceria são palavras-chave para uma mudança bem-sucedida. Por outro lado, os castigos por conta de notas baixas são mais prejudiciais do que benéficos. Afinal, não criam oportunidades para os adultos entenderem as crianças e os adolescentes. Ao contrário, distanciam as duas partes e ainda aumentam a culpa e o excesso de cobrança sobre os estudantes. Evite essa prática!

Gostou do post? Pois comece já a seguir as Lojas Edmil no Facebook, no TikTok, no YouTube, no LinkedIn e no Instagram. Assim, você acompanha todas as atualizações e novidades do nosso blog!

Filho com notas baixas na escola? Veja como ajudar!

Categorias

Leia também

Ofertas pra você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ofertas pra você