BLOG EDMIL

Pesquisar
Pesquisar

Eleições para presidente 2022: 7 dicas educativas sobre o assunto

Eleição é aquele trem: tem quem gosta e quem foge. Mas não tem jeito. A cada quatro anos, a gente vota. Neste ano, as eleições para presidente 2022 já estão chegando, e você já se preparou? Ainda não? Então, continue aqui, que ainda dá tempo!

Abaixo, confira 7 dicas pra usar nas eleições e entender como elas vão funcionar. Assim, você pode votar mais consciente.

7 dicas pra você usar nas eleições para presidente 2022

Com as eleições chegando, vale a pena tirar um tempo pra pesquisar os candidatos e saber como tudo vai funcionar no dia e depois. Afinal, é importante a gente saber quem está concorrendo, a fim de escolher as melhores pessoas pro nosso país. A seguir, veja 7 dicas educativas sobre as eleições para presidente em 2022.

1. Saiba os cargos para votação

Apesar de o cargo de presidente ser o mais comentado, é importante a gente não esquecer que também tem votação pra outras posições, que são muito influentes no nosso dia a dia. Que tal conhecer um pouco mais de cada uma que vai ter nessas eleições?

Deputado Estadual

Os deputados estaduais são responsáveis por propor e votar leis, além de fiscalizarem o trabalho dos governadores. Dessa forma, a quantidade de eleitos de cada estado varia conforme sua representação na Câmara dos Deputados. O mandato é de 4 anos e não há limite pra se reeleger.

Deputado Federal

Assim como os estaduais, os deputados federais também propõem e aprovam novas leis, além de decidirem sobre medidas provisórias definidas pela presidência. Para isso, o total eleito é 513 deputados, mas a quantidade também varia dependendo da população de cada estado. Os escolhidos têm mandato de 4 anos e sem limite pra reeleição.

Senador

Um senador representa seu estado e também pode propor projetos de lei. Além disso, suas funções também envolvem fiscalização do Executivo e julgamento de crimes de responsabilidade, como no caso de um impeatchment.

Pro Senado, são três por estado e o mandato dura 8 anos. Porém, a cada eleição as escolhas se alternam. Por exemplo, agora vamos votar só em um senador, então serão 27 escolhidos. Na próxima vez, a gente escolhe dois representantes.

Governador

Nesse cargo, a pessoa tem a responsabilidade de cuidar do estado, ao fazer a gestão dos seus recursos, incentivar seu desenvolvimento e garantir a segurança. É como o presidente, mas limitado a uma região.

Para esse posto, são 27 escolhidos, um por estado. Porém, se o primeiro candidato não superar 50% de votos válidos, acontece o segundo turno. Nesse posto, o mandato é de 4 anos e a pessoa pode se reeleger só uma vez.

Presidente

No cargo mais debatido, a pessoa faz a gestão de todo o país. Para isso, pode nomear Ministros, sancionar e publicar leis e também vetar projetos de leis de deputados e senadores.

Sendo assim, é outro cargo que a eleição também vai pra segundo turno, se o candidato em primeiro lugar não superar os 50% de votos válidos. O mandato é de 4 anos e o presidente pode se reeleger apenas uma vez.

2. Tenha atenção à data do primeiro turno

As eleições para presidente 2022 já estão marcadas. No dia 2 de outubro é hora de a gente ir pras urnas. Ou seja, falta pouco pra votação. Por isso, é importante conhecer todo mundo que está se candidatando. Nesse caso, é só você consultar o site das eleições do Tribunal Superior Eleitoral (o TSE).

Nele, você vai ver um quadro com a quantidade de candidatos. É possível visualizar ainda os doadores de campanhas, os comparativos entre candidatos e a prestação de contas de cada partido. Além disso, pelo botão “Brasil” e os botões de cada região, basta selecionar seu estado e ver as candidaturas, com informações importantes pra conhecer melhor, como:

  • nome completo;
  • partido;
  • número pra votar;
  • profissão;
  • bens declarados.

3. Entenda os motivos pra ir ao segundo turno

Segundo a Constituição de 1988, o segundo turno acontece apenas para presidente, governadores e prefeitos nas cidades com mais de 200 mil eleitores. Assim, o candidato precisa ter mais de 50% dos votos válidos pra que isso não aconteça.

Caso a eleição vá pro segundo turno, também é preciso mais de 50% pra se eleger. Nesse caso, vão ao segundo turno só os dois candidatos mais votados. Então, nas eleições para presidente 2022, se houver a segunda votação, ela vai acontecer no dia 30 de outubro.

4. Saiba a ordem de votação

A ordem de votação é em quem você vai votar primeiro na urna. É importante saber dela pra não acontecer nenhuma confusão com os números. Sendo assim, nós temos:

  • Deputado Estadual, com 5 dígitos;
  • Deputado Federal, com 4 dígitos;
  • Senador, com 3 dígitos;
  • Governador, com 2 dígitos;
  • Presidente, com 2 dígitos.

Já no segundo turno, se o estado tiver eleição pra governador, esse cargo vem primeiro. Caso não, basta votar para presidente.

Além disso, é bom lembrar que você também pode votar em branco ou nulo. No primeiro caso, a urna tem uma tecla pra isso e é só apertar. Já no segundo, digite um número inexistente, ou seja, que não corresponda a nenhum candidato.

Antigamente, as duas situações tinham diferenças, já que o voto nulo não era contabilizado porque era entendido como um voto de protesto. Enquanto isso, o em branco era transferido pro candidato vencedor, como um voto de conformismo, ou seja, que o eleitor aceitava qualquer um que ganhasse.

Hoje, nenhum dos dois conta como voto válido, mas são contabilizados nas estatísticas da eleição.

5. Confira as propostas dos candidatos

Antes das eleições para presidente 2022, os candidatos divulgam suas propostas pra gente conhecer o que pretendem fazer em seus mandatos. Por isso, é importante ler cada uma delas e entender como eles vão agir diante de determinado tema.

Assim, a gente consegue ter uma ideia melhor do candidato e cobrar depois o que foi prometido. Ah, você também pode acompanhar os debates na TV pra saber com mais detalhes.

6. Analise tudo o que vê sobre eleições

A gente está o tempo todo no WhatsApp ou nas redes sociais, não é? Por isso, nas eleições para presidente 2022, e em qualquer outro ano, é importante ter cuidado com as famosas fake news. Afinal, elas podem ser notícias e informações falsas divulgadas de propósito pra influenciar as pessoas sobre os candidatos. Com isso, até os votos podem ser mudados.

Por isso, mesmo recebendo a mensagem de alguém que você conhece, vale a pena procurar se é verdade. Você pode buscar o assunto em sites de notícias renomados e em órgãos oficiais, de preferência checando mais de uma fonte. E se alguma notícia fala que tal pessoa “disse” algo, tente encontrar um vídeo dela que prove o que foi dito.

7. Acompanhe os resultados das eleições

Uai, depois das eleições é só esperar a próxima, certo? Nada disso! Pra fechar com chave de ouro, a gente tem mesmo é que acompanhar quem foi eleito, até nos cargos que a gente esquece às vezes, como os deputados. A partir daí, vale ter atenção pra saber se eles estão cumprindo o que prometeram.

Uma forma legal de fazer isso é seguir os candidatos nas redes sociais. Assim, você vai saber tudo o que eles postam sobre o mandato, pode mandar mensagem e até ver o posicionamento da pessoa, caso surja alguma acusação sobre ela.

Não importa em quem você vai votar nas eleições para presidente 2022. O que vale mesmo é fazer isso com plena consciência de que você acredita nessas pessoas e aprova suas propostas. Por isso, nada melhor que buscar as informações certinhas sobre todos e encontrar os melhores candidatos pra escolher no dia 2 de outubro.

Gostou do post? Acompanhe a gente nas redes sociais pra saber das novidades de maneira bem ligeira: Facebook, Instagram, TikTok, LinkedIn e YouTube.

Eleições para presidente 2022: 7 dicas educativas sobre o assunto

Categorias

Leia também

Ofertas pra você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ofertas pra você